FloripaLendas do Mundo Criativo

O segredo criativo de um mestre construtor de barcos

Típica de Florianópolis, Canoa de um Pau Só é quase uma obra de arte

Dona Laura, Canoa de um Pau Só, na Praia da Armação em Floripa

Os açorianos chegaram à Florianópolis no século XVIII e deixaram grande influência cultural. A começar pelos índios Carijós, que aprenderam com eles a construir Canoas de um Pau Só, entalhadas em apenas um tronco de árvore, geralmente a Garapuvú, símbolo de Florianópolis. Uma madeira leve e macia, que facilita o entalhe, mas que hoje é preservada por razões ecológicas. Se bem cuidada, uma Canoa de um Pau Só pode chegar a 100 anos de idade.

Isso me lembrou uma história que ouvi não sei de quem, nem sei quando, sobre um artesão de barcos de madeira não sei de onde, mas que fez uma afirmação impagável. Perguntado sobre qual era seu processo entalhe, deu a resposta que merece ficar guardado nos anais da história da Criatividade:

“Eu pego um pedaço de madeira e tiro tudo o que não é barco”.

Gênio!

Tags
Mostre Mais

Henrique Szklo

Henrique exerceu durante 18 anos a profissão de publicitário na área de criação, como redator e Diretor de Criação, mas hoje já está curado. É Filósofo da Criatividade, professor, palestrante e palpiteiro digital. Desenvolveu sua própria teoria – NeuroCriatividade Subversiva – e seu próprio método – Dezpertamento Criativo. É colaborador no site Proxxima (M&M), no Blog Café Brasil e coordenador do curso de criatividade da Escola Panamericana de Arte. Tem 8 livros publicados (humor e criatividade) e é palmeirense.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Fechar
Fechar

Bloqueador de Anúncios Detectado

Considere dar uma força pra gente desabilitando seu bloqueador de anúncios