Ensinamentos de São Magaiver

Deixe-se levar pela preguiça e fique mais criativo

Dizem que preguiça é coisa de vagabundo, mas na verdade, é a força impulsora da criatividade. A preguiça, por incrível que pareça, faz vc se mexer.

Vou começar este meu conselho lembrando um de meus protegidos mais brilhantes, Mario Quintana, quando ele escreveu que “A preguiça é a mãe do progresso. Se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda”. Não poderia haver uma afirmação mais verdadeira.

Basta você prestar atenção: todas as invenções que deram certo na história da humanidade trouxeram para o homem algum tipo de vantagem. As pessoas criativas estão sempre buscando maneiras de se fazer as coisas de forma mais fácil, mais rápida e, se possível, mais barata.

Só de olhar para uma escada já dá aquela preguiça. Não é a toa que alguém inventou o elevador e outro a escada rolante. Queremos comer, mas dá uma preguiça de cozinhar, então compramos comida pronta. Preguiça de ir buscar água na fonte fez com que os aquedutos fossem criados. Ninguém tem muita disposição de viajar incontáveis léguas, só para falar com alguém. Por isso o telégrafo fez tanto sucesso, depois o telefone e todos os seus sucessores. Direção hidráulica, vidro elétrico, liquidificador, bicicleta, forno, lâmpada, câmera fotográfica, pode pensar aí. Se você achar alguma coisa que deu certo em algum momento da história da humanidade que não trazia alguma espécie de conforto, poste nos comentários que eu respondo pra você onde está o conforto dela. Se deu certo em algum momento, ofereceu conforto.

Enfim, os humanos conforto, conforto, conforto. E não apenas conforto físico, mas também mental, psicológico, espiritual, etc. E essa verdadeira obsessão nos impulsiona a criarmos cada vez mais ideias, serviços e produtos que diminuam ainda mais a nossa necessidade de fazer alguma coisa.

“O que move o ser humano é o desejo de não se mover um dia”.

O ser humano é um contraditório ambulante, por isso até mesmo essa busca incessante pelo conforto passa por um conflito curioso e, por que não dizer, tragicômico: todos estão o tempo todo buscando e desejando mais conforto para suas vidas. E o que é que fazem para conquistar isso? Se matam de trabalhar. Trabalham que nem animais, se estressam, suportam situações desagradáveis e por vezes dramáticas, enfrentam um dia-a-dia muitas vezes massacrante, se frustram, se deprimem pois não conseguem atingir seus objetivos, e pra quê? Para conseguir mais conforto. O pensamento comum e pouco reflexivo que geralmente se faz é “Vou me matar a vida toda para ter conforto na velhice”, ou “vou trabalhar bastante agora para um dia não precisar mais trabalhar”. Sinceramente, é deprimente. Eu, pessoalmente, prefiro o conforto agora.

Então, abrace a preguiça, não a vilanize. Ela é sua amiga e vai fazer você estar sempre buscando maneiras de diminuir seu trabalho e aumentar seu conforto. Quem inventou essa história de que o preguiçoso é um vagabundo, não tem capacidade de enxergar o óbvio. Se o homem não tivesse preguiça, ainda estaria pulando de árvore em árvore, alegremente, pensando apenas na fruta ou na larva que iria comer. Quando ele descobriu a rede, deu um passo extraordinário rumo ao desenvolvimento exponencial da espécie. Neste dia, ele não foi caçar. Deu uma preguiça…

Mostre Mais

São Magaiver

Santo protetor da Criatividade e da capacidade de nos adaptarmos à novas situações de maneiras inusitadas. Ele é o mestre das soluções de problemas, um verdadeiro modelo de comportamento no que diz respeito à utilização do que se tem a mão para resolver problemas dos mais diferentes tipos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Fechar
Fechar

Bloqueador de Anúncios Detectado

Considere dar uma força pra gente desabilitando seu bloqueador de anúncios