Comportamento

Especialistas dizem que Jesus ficava doidão para fazer milagres

O óleo de cannabis pode ter sido a droga por trás dos milagres de Jesus

Uma teoria controversa que está sendo defendida por vários especialistas propõe que Jesus e seus apóstolos podem ter usado o óleo de cannabis para realizar seus milagres de cura. Vai ver que foi por isso que ele subiu na goiabeira…

Baseado em que é feito este enunciado? (Desculpe, foi inevitável)

O autor David Bienenstock, que também é o editor-chefe da revista High Times, acredita que a maconha estava amplamente disponível durante a era de Jesus, 2.000 anos atrás. Ele também acredita que a cannabis foi usada em todo o Oriente Médio para tratar várias doenças e enfermidades.

“Não há nada diferente no óleo de cannabis eficaz usado hoje que não estaria disponível para as pessoas no tempo de Jesus. É simplesmente uma questão de concentrar a cannabis no óleo e absorvê-lo através da pele.”

David Bienenstock

Estudiosos apontaram para um texto específico da Bíblia para apoiar esta teoria. Eles afirmam que na Bíblia existe uma receita para o óleo da santa unção de Jesus na verdade contém cannabis:

Êxodo 30: 22-25, a suposta receita de óleo de cannabis

22 Falou mais o Senhor a Moisés:
23 Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber, duzentos e cinquenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinquenta siclos,
24 E de cássia quinhentos siclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveiras um him. 
25 E disto farás o óleo da santa unção, o perfume composto segundo a arte do perfumista: este será o óleo da santa unção.

Nessa passagem bíblica, há uma erva misteriosa mencionada, q’aneh-bosm, que agora é comumente identificada como “keneh-bosm”, e alguns historiadores têm motivos para acreditar que essa erva era, na verdade, cannabis.

Chris Bennett, historiador de cannabis e autor de vários livros relacionados ao assunto, acredita também que a cannabis está presente na Bíblia.

Bennett cita o trabalho de uma etimologista polonesa pouco conhecida, Sula Benet, que em 1936 demonstrou que a raiz da palavra “Kan” pode ser traduzida como “cânhamo” (hemp, em inglês), ou “cana” (weed, em inglês), enquanto o “bosom” pode querer dizer “aromático”.

O canabidiol (CBD) é uma substância química canabinoides encontrada na Cannabis sativa, nome científico da maconha, chegando a representar mais de 40% de seus extratos. Fonte: Wikipedia

A maioria dos historiadores acredita que “keneh-bosm” se refere ao cálamo extraído da raiz, que é usado para fins medicinais até hoje. Mas Benet afirma que este é o resultado de um simples erro de tradução, que ela argumenta ter ocorrido no século III.

Mas tem quem continue acreditando que Jesus era careta

A teoria de que “keneh-bosm” se refere à cannabis no Novo Testamento obviamente tem seus críticos. Lytton John Musselman, professor de Botânica na Old Dominion University, que está familiarizado com a teoria, sustenta que a tradução correta de “keneh-bosm” é o original – cálamo.

Musselman também afirma que as propriedades medicinais do cálamo se alinham com os benefícios de cura do óleo da unção que é descrito na Bíblia:

O cálamo é um componente muito importante da medicina ayurvédica e demonstrou ter eficácia. No Sri Lanka, por exemplo, está disponível em qualquer loja de remédios à base de plantas e também cultivada em jardins residenciais”.

Independentemente disso, tem muita gente no mundo que adora pensar que Jesus era maconheiro. De fato, o Stoner Jesus Bible Study (Estudo da Bíblia de Jesus Chapado, em tradução livre), no Colorado, insiste que: “Jesus era pacífico e amoroso. Ele foi de casa em casa e sempre foi aceito. Só um cara chapadão poderia fazer isso”.

Fonte
All Thats Interesting
Tags
Mostre Mais

Coord. Pedagógica

Equipe multidisciplinar composta por filósofos, psicólogos, sociólogos, antropólogos, semiólogos, zoólogos, paleontólogos, teólogos, epistemólogos, tarólogos, bacteriólogos, monólogos, ufólogos, podólogos e egiptólogos, responsáveis por definir os caminhos pedagógicos da Escola Nômade para Mentes Criativas,

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios