A História das Coisas

Baionese, moienese, maienese ou mahonese?

Como a maionese foi criada



Quem nunca comeu um cheese salada não pode dizer que já viveu. Principalmente por causa de um ingrediente que tem feito sucesso há pelo menos 250 anos: a maionese. Mas como é que surgiu esta maravilha da culinária fast food? Bem, não podemos afirmar com certeza, ninguém pode. Todas as histórias que remetem à criação da maionese não são documentadas, portanto acredite naquela que achar mais saborosa.

Um gastrônomo francês sugeriu que a maionese tinha origem gaulesa e que o molho pode originalmente ter sido chamado bayonnaise por causa de Bayonne, uma cidade famosa na Europa pelo seu presunto.

Outros dizem que o nome veio de moyeu, uma antiga palavra francesa que significa gema de ovo, originando a moyeunaise.

O molho também pode ter sido batizado mayennaise após Charles de Lorraine, duque de Mayenne, ter apreciado sua refeição de frango com molho frio antes de ser derrotado na Batalha de Arques.

Mas a versão mais conhecida afirma que a maionese nasceu em 1756 no Porto Mahon, na ilha mediterrânea de Minorca, Espanha, depois que os franceses sob o comando do duque de Richelieu venceram os britânicos durante a Guerra dos Sete Anos. O cozinheiro do Duque pretendia elaborar um banquete de vitória que incluiria um molho feito a base de creme de leite e ovos. Porém, ao perceber que não havia creme de leite no local resolveu inovar e utilizou azeite de oliva. E assim nasceu a maionese. O nome mahonnaise foi dado, claro, em função de seu local de nascimento.

Outra versão afirma o chef do Duque aprendeu a receita de moradores da ilha, mas essa é meio sem graça, sem dramaticidade, então vamos descartar.


Receita de maionese caseira

Ingredientes
2 unidade(s) de ovo
1 colher(es) (sopa) de vinagre branco
1 colher(es) (chá) de mostarda
1 colher(es) (chá) de sal
1/2 xícara(s) (chá) de azeite de oliva
quanto baste de Óleo de soja

Como fazer
Bata todos os ingredientes no liqüidificador.
Tire só a tampinha de cima da tampa e vá acrescentando, aos poucos, 1/2 xícara de azeite de oliva.
Quando acabar o azeite, vá colocando óleo, num fio, até que a maionese dentro do liqüidificador feche, isto é, fica sem o buraquinho no meio, das pazinhas virando.
Dê uma mexida com o liqüidificador desligado, ligue novamente (não esqueça da tampa) e coloque mais óleo em fio (quer dizer, só pelo buraquinho, um fiozinho pelo buraco da lata).
Faça assim, até que a maionese esteja no ponto que você quer.
Se, por um acaso, a maionese voltar (talhar), tire do copo do liqüidificador para uma leiteira ou jarra, ponha um ovo inteiro, um pouquinho de sal e vá juntando aos poucos a maionese voltada.
Dura 2 dias na geladeira em vidro bem tampado.

Fonte
Cybercook
Tags
Mostre Mais

Coord. Pedagógica

Equipe multidisciplinar composta por filósofos, psicólogos, sociólogos, antropólogos, semiólogos, zoólogos, paleontólogos, teólogos, epistemólogos, tarólogos, bacteriólogos, monólogos, ufólogos, podólogos e egiptólogos, responsáveis por definir os caminhos pedagógicos da Escola Nômade para Mentes Criativas,

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Fechar
Fechar

Bloqueador de Anúncios Detectado

Considere dar uma força pra gente desabilitando seu bloqueador de anúncios