ItáliaLendas do Mundo Criativo

Michelângelo utilizou símbolos judaicos para sacanear o Papa

Afrescos no teto da Capela Sistina podem conter mensagens secretas

Quando as pessoas estão de boca aberta sob os afrescos de MIchelângelo na Capela Sistina, não fazem ideia da história por trás desta obra-prima de 500 anos. Para a maioria, é uma romântica visão do Antigo Testamento, afrescos pintados em gesso molhado contando a história da criação do mundo, da arca de Noé e de Adão e Eva. Mas existem sempre aqueles que enxergam conspiração em tudo quanto é lugar. Aqui você vai conhecer uma destas lendas.

Eu particularmente fiquei um pouco decepcionado, já que o teto é tão distante do chão que os afrescos acabam perdendo muito do impacto que temos quando vemos fotos em close. Mas voltemos ao que interessa.

Gênesis

Tudo começou quando o Papa Julio II encomendou um trabalho para Michelângelo: afrescos para a Capela Sistina. Ele era escultor e não pintor, por isso ficou puto por ter de deixar suas esculturas de lado para pintar afrescos. A vingança foi maligna: insultar o cliente e criar referências à corrupção do papado escondidas no teto.

Michelângelo, o sacana

Uma das ideia foi criar um cenário repleto de símbolos judaicos codificados. Michelângelo incorporou mensagens poderosas e perigosas nos afrescos da Capela Sistina, usando seu conhecimento de textos judeus antigos.

Em Florença, onde foi criado, o jovem Michelângelo cresceu na casa do líder renascentista Lorenzo de Medici. Foi aqui que provavelmente o artista teria conhecido o judaísmo e seus ensinamentos, principalmente uma antiga forma de misticismo judaico: a Kabbalah, tão apreciada por Madonna. Não a mãe de Jesus, mas a cantora. E a Kabbalah talvez seja a chave para quebrar o código de muitas das mensagens escondidas pelo artista.

Retrato do Papa Júlio II, o sacaneado, por Rafael.

A maioria das representações do Jardim do Éden com Adão e Eva mostra uma macieira, mas não no teto da Capela Sistina. Como em uma antiga tradição judaica, Michelângelo pintou uma figueira.

O teto está cheio de insultos

Dizem que pequenos anjos muito mal-educados demonstram a coragem de Michelângelo e seus verdadeiros sentimentos em relação a Julio II. Parece que um dos pequenos querubins está fazendo o equivalente renascentista a mostrar o dedo do meio ao Papa.

Lição

Trate muito bem o profissional criativo que contratar ou ele pode pintar um afresco com códigos secretos judaicos só para te insultar.

Fonte
Abc News - Ralph Avellino, Jenna Millman e Daniel Huyssen
Tags
Mostre Mais

Henrique Szklo

Henrique exerceu durante 18 anos a profissão de publicitário na área de criação, como redator e Diretor de Criação, mas hoje já está curado. É Filósofo da Criatividade, professor, palestrante e palpiteiro digital. Desenvolveu sua própria teoria – NeuroCriatividade Subversiva – e seu próprio método – Dezpertamento Criativo. É colaborador no site Proxxima (M&M), no Blog Café Brasil e coordenador do curso de criatividade da Escola Panamericana de Arte. Tem 8 livros publicados (humor e criatividade) e é palmeirense.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − oito =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Fechar

Bloqueador de Anúncios Detectado

Considere dar uma força pra gente desabilitando seu bloqueador de anúncios