Mentes Criativas

O desconcertante senso de humor de Stephen Hawking

Além de suas inegáveis qualidades como físico, o Professor possuía um senso de humor que virou lenda

Stephen Hawking possuia uma mente extraordinária e se tornou um dos gênios contemporâneos mais inspiradores, nos ensinando a olhar além do nosso planeta, tentando entender o universo.

A despeito de sua total imobilidade provocada por uma agressiva doença degenerativa, quem conhecia Hawking dizia que o Professor tinha um senso de humor ácido e certeiro, quase perverso. Pode ser até uma surpresa para quem observava de longe sua condição de vida, mas ele mesmo tratou de explicar o fenômeno.

Em 2004 ele declarou ao New York Times que “a vida seria trágica se não fosse engraçada”. Em 2013 ele revelou em um documentário que “manter a mente ativa tem sido vital para a minha sobrevivência e para manter meu senso de humor.”

Veja 3 pequenas histórias que comprovam essa surpreendente faceta do Professor Hawking:

Talk show

Em 2014, John Oliver, apresentador de um talk show, iniciou uma entrevista com Hawking com a seguinte pergunta: “Você afirmou que poderia haver um número infinito de universos paralelos. Isso significa que há um universo lá fora onde eu sou mais inteligente que você?”. Ao que o Professor respondeu: “Sim. E também um universo onde você é engraçado”.

Os dedos do príncipe

A biógrafa Kitty Ferguson escreveu em seu livro de 2013, “Stephen Hawking: Unfettered Mind” (Stephen Hawking: Uma Mente Sem Restrições, em tradução livre), que o professor gostava de usar sua cadeira de rodas como arma e mirava propositalmente nos dedos dos pés daqueles que o incomodavam, sendo que uma de suas vítimas mais famosas foi o Príncipe Charles em um evento da realeza britânica.

Ferguson também diz que “um dos arrependimentos de Hawking na vida foi não ter tido a oportunidade de atropelar os dedos de Margaret Thatcher.”

Uma festa para viajantes do tempo

O Professor Hawking era irredutível em negar a possibilidade de se viajar no tempo. Para provar seu ponto de vista, realizou uma divertida experiência organizando uma festa para pessoas que alegavam ser viajantes do tempo.

Após a festa, declarou: “Eu tenho provas experimentais de que a viagem no tempo não é possível. Dei uma festa para viajantes do tempo, mas só enviei os convites depois do evento. Fiquei lá um tempão, mas não apareceu ninguém.”

 

close

Cadastre-se na nossa Newsletter

Política de Privacidade

Fonte
Sky News
Mostre Mais

Coord. Pedagógica

Equipe multidisciplinar composta por filósofos, psicólogos, sociólogos, antropólogos, semiólogos, zoólogos, paleontólogos, teólogos, epistemólogos, tarólogos, bacteriólogos, monólogos, ufólogos, podólogos e egiptólogos, responsáveis por definir os caminhos pedagógicos da Escola Nômade para Mentes Criativas,

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios