Podcast | Rádio Cachola

Dá pra tirar alguma coisa de bom deste ano?

2020: um ano para esquecer ou para lembrar?

🤕 O sofrimento é grande, não dá pra discutir. Mas também é nos momentos de crise que nos fortalecemos. Sofremos com o aumento do desemprego. Mas a necessidade tem estimulado a criação de novas alternativas de trabalho. Sofremos com a falta de perspectiva de um futuro melhor. Mas a a importância de viver o presente está cada vez mais valorizada. Sofremos com as escolas fechadas, mas as crianças nunca estiveram tão próximas os pais.

🚑 Sofremos com as muitas mortes. Mas a sociedade tem demonstrado amadurecimento e empatia pelo sofrimento alheio. Sofremos com a corrupção na comercialização de equipamentos insumos de saúde em tempos de pandemia. Mas é animador o crescimento do legado na estrutura de saúde pública. Sofremos com a falta de matéria-prima pressionando a inflação. Mas consumidor está mais consciente, procurando abrir mão de supérfluos. Sofremos com o aumento do número de divórcios. Mas a percepção da importância da família está mais clara do que nunca.

🏥 Sofremos com a revelação da quantidade espantosa de idiotas que existe no mundo. Mas o conflito nos tira do conformismo e nos impulsiona a lutar por uma sociedade melhor. Sofremos com o desânimo, a frustração e a ansiedade. Mas as pessoas tem refletido mais, repensando suas vidas e reformulando sua visão de mundo, pensando no que é importante e o que não é. Sofremos com a distância de entes queridos. Mas temos encontrado soluções na criação de alternativas de contatos alternativos. Sofremos com o distanciamento social em função da necessidade humana de contato físico. Mas as pessoas estão aprendendo a buscar novas formas de preencher seu vazio emocional.

🩺Sofremos por ter cerceada nossa liberdade de ir e vir. Mas a poluição diminuiu, economizou-se combustível e ficamos livres do estresse e do tempo perdido no emaranhado do trânsito. As empresas sofreram com a queda abrupta de faturamento, mas muitas encontraram maneiras criativas de manter suas portas abertas. Sofremos com a mudança radical de nosso modo de vida. Mas a adaptação a mudanças foi o que fez o ser humano evoluir como evoluiu. Sofremos com a falta de dinheiro enquanto os bancos faturam como nunca e os ricos ficam cada vez mais ricos. Bem, neste caso não dá pra encontrar um contraponto positivo.

🤔Todas essas situações nos fazem refletir sobre a dualidade da vida. Que o bom e o ruim não são absolutos nem definitivos. Mas ao mesmo tempo nos faz pensar se as mudanças precisam ser necessariamente dolorosas ou se é possível mudarmos sem sermos obrigados, por vontade própria e livres de sofrimento.

❓ É melhor ficar na zona de conforto e não crescer? Vai ficar algum legado ou após a pandemia tudo voltará a ser como antes? O chamado novo normal é melhor ou pior que o antigo? Qual a importância da criatividade neste contexto? O Rádio Cachola precisa mudar no ano que vem ou está bom do jeito que está?

São estas e outras perguntas que tentaremos responder no Rádio Cachola de hoje. Que se lancem os dados.

🎙️ RÁDIO CACHOLA – SÓ O QUE INTERESSA

Rádio Cachola é o podcast/videocast da Escola Nômade para Mentes Criativas sobre criatividade, comportamento e cultura. Toda semana temas relevantes tratados com leveza e bom humor por quatro cabeças diferentes e inquietas: Fernanda Feil é uma economista heterodoxa, Cícero Gomes Jr é educador e nerd, Maurício Machado é um empresário da comunicação e Henrique Szklo é um pensador da criatividade e apresentador do podcast. Sem contar a Lena Feil, psicóloga e designer industrial, que é a responsável pela produção. Clica

🎶 Trilhas da abertura: Arabik by Hiroshima Anchors Aweigh – Band Only (alternate) – The U.S. Marine Corps Band
🎬 Imagens da abertura: Cottombro: Clica
✂️ Edição abertura: Henrique Szklo

🍎 Conheça o AULAÇO DE CRIATIVIDADE com Henrique Szklo

Cada AULAÇO tem um tema importante relacionado a produção de ideias. E o melhor de tudo: você já sai sabendo uma coisa nova que pode aplicar imediatamente em sua vida e nos seus trabalhos. Clica

📕 Compre o livro VOCÊ É CRIATIVO, SIM SENHOR!, de Henrique Szklo: Clica

🤓 SZKLO PERGUNTA – ENTREVISTAS GAMIFICADAS

Nova série do canal Escola Nômade para Mentes Criativas em que o Henrique Szklo mistura entrevista com jogos trazendo pessoas bem-sucedidas em suas áreas de atuação e que têm a criatividade como uma de suas principais ferramentas de trabalho.
Entrevistas Inteiras: Clica
Entrevistas em Pedaços: Clica

💡 ESCOLA NÔMADE PARA MENTES CRIATIVAS:

Inscreva-se aqui
Curta, clique no sininho e mergulhe de cabeça no incrível mundo da criatividade

👣 SEGUE A GENTE

Escola Nômade para Mentes Criativas
Linkedin: Clica
Facebook: Clica
Instagram: Clica

Cacholeiros
Twitter da Fernanda Feil: Clica
Instagram do Cícero Gomes Jr: Clica
Linkedin do Maurício Machado: Clica
Linkedin do Henrique: Clica
Linkedin da Lena Feil: Clica

🏙️ Conheça o SÃO PAULO SÃO, uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a sua cidade, a estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos. Clica

close

Assine nossa Newsletter

Política de Privacidade

GOSTOU? ENTÃO APROVEITA E ASSINA NOSSA NEWSLETTER

Assim você fica por dentro de tudo o que acontece em nossa escola

Política de Privacidade

Mostre Mais

Lena Feil

Gaúcha de nascimento e cidadã do mundo por opção, é formada em Desenho Industrial e Psicologia, é feminista e pensadora em período integral. Usa o cérebro para entender o cérebro. Estudiosa do comportamento e da criatividade, entusiasta da vida, viciada em novidades, em filosofia, no ser humano e em coisa mundanas também. É absolutamente fascinada por crianças, adora café, ama viajar, é geralmente divertida, e – às vezes – esnobe. Hoje, atua com Coolhunter da Escola Nômade para Mentes Criativas, sempre em busca do que existe de mais subversivo, inteligente e relevante em todas as partes do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao topo